23/11/2012

Costeletas com arroz de forno, um sabor de outros tempos


Comida de conforto... são inúmeras as vezes que ouço ou leio esta expressão. Para mim é óbvio, é comida que nos acalma e nos conforta pelo sabor momentâneo ou pelas lembranças que trás agarradas. Lembro-me de em pequena, em casa dos meus avós, conviver com o fogão de lenha sempre aceso. Como um ritual, primeiro retirar a cinza para um balde e mais tarde vê-la espalhar-se nas terras, pelas mãos calejadas, sem medos nem receios. Depois uma pinha, e outra mas não podiam ser de pinheiro manso senão abafavam o fogão! E em seguida uns pequenos paus, as cavacas cortadas à medida, e já está, metade do sabor do almoço já estava garantido! Mais tarde, este mesmo ritual a repetir-se em casa dos meus pais. Deve ser por isso que esta é das minhas opções preferidas, comida de forno. Não fosse a eletricidade tão cara, que garantidamente no inverno seria dia sim, dia sim...

Ingredientes para 4 pessoas:
4 costeletas de porco
2 colheres de sopa de massa de pimentão
1 folha de louro
4 dentes de alho
1 cebola grande
3 colheres de sopa de polpa de tomate
1 chávena de ervilhas
1 pimento vermelho
1 cenoura
6 dl de água
300 g de arroz carolino
sal q.b.
1 c. chá de ervas de provence

Preparação:
Escolha um tacho que dê para ir ao forno.
Tempere as costeletas com sal, massa de pimentão, louro e o vinho branco.
Descasque os alhos e as cebolas e corte às rodelas. Refogue-os no azeite. Adicione a polpa de tomate e deixe refogar uns minutos.
Corte os pimentos e a cenoura aos cubo e junte ao refogado. Tempere com as ervas de provence e uma pitada de sal.
Numa frigideira, deite um fio de azeite e frite as costeletas de um lado e do outro, só para alourar.
Acrescente a água ao refogado e quando levantar fervura junte o arroz.
Verifique os temperos do arroz e coloque as costeletas por cima.
Coloque no meio do forno pré-aquecido (180ºC) durante 15 minutos.

20 comentários:

Joana disse...

A comida de forno também me faz pensar automaticamente na minha infância, e não tenho dúvidas que é por isso que actualmente ainda a adoro :D

Beijinhos e boa Sexta-feira :D

Na Província disse...

Eu ainda tenho e cozinho em fogão de lenha e sabe tão bem agora no Inverno!!
Também aprendi com os meus avós a espalhar as cinzas pelas terras, ainda hoje o faço:) :)
Um grande beijinho

frango do campo disse...

que bom aspecto :) nesta altura realmente só apetece comida quentinha, rústica e cheia de histórias :) adorei :) beijinho

Ondina Maria disse...

Vês, por isso é que eu gostava de viver na aldeia e ter um forno a lenha. Mas vivo num apartamento numa cidade grande onde a electricidade está pela hora da morte e ligar o forno só mesmo ao domingo, quando o bi-horário é mais em conta. Daí que eu lhe chame o nosso baking day!

Deviamos lançar-nos num projecto de agricultura biológica aliada ao turismo rural, isso é que era... Os nossos hospedes iam ser uns felizardos, sempre com boas comidas :p

Addicted disse...

Ficou com um aspecto muito bom :)
beijinhos,
Addicted
http://cookaddiction.blogspot.pt/

Petiscos e Miminhos disse...

Este texto faz lembrar o cheiros e os sabores da infância, mais concretamente a casa dos meus avós, onde a comida era sempre boa!
Beijinhos

vera ferraz disse...

Eu cá, estou sempre aberta a novos desafios!!
Pensa lá nisso ;)

Mafalda disse...

Que maravilha... Nao gosto muito de costeletas porque são muito secas, mas assim até que me parece muitooooo bem... :)))))
Beijinhos e bom fim de semana

Carla disse...

Que delicia. As minhas comidas de conforto passam mais pelos estufados suculentos que a minha mãe fazia.
Beijinhos

Duxa disse...

Oh Vera essa os pratos de forno são tão bons, e trazem-me sempre imensas recordações;)
Gostei da tua sugestão, tão apetitosa que está!!!
Tenho imensa pena que o preço da luz esteja proibitivo:(
Beijinhos, bom fim de semana.

Mariana Morais disse...

Esta com um aspecto de comer e chorar por mais,as receitas das nossas avós e maes sao uma mais valia sem dúvida!
beijinhos

Natércia disse...

Ficaram uma delicia...um beijinho e um lindo fim de semana.

María disse...

Delicioso arroz, con una presentacion fantastica, te ha quedado divino. Besicos

A Delicodoce disse...

Vera,
Este prato é mesmo ao meu gosto. Adorei!!!
Bom fim de semana e beijinho.

são33 disse...

Achei a tua receita muito interessante já para não falar no excelente aspecto.
Bom fim de semana
bjs

Jota disse...

Tão bom, recuar no tempo, através da comida.
Um belo prato este, estou deliciado. :)
Beijinhos

Jota
http://searchncook.blogspot.pt/

Sara Graça disse...

Que bom aspecto... Adorei o seu blog e já estou a seguir... Eu também tenho um blog de culinária mas estou só a começar.... Visite o meu blog e dê-me uma forcinha...

http://paladaresdapaparoca.blogspot.com

Anónimo disse...

Desculpem a minha ignorãncia mas não entendi quando se junta o arroz...ele coze ao lume ou desliga-se e é nesse momento que vai para o forno e o arroz coze no forno?
agradeço estou na aflita,ajudaaaa
obrigada

vera ferraz disse...

Junte o arroz ainda ao lume, deixe levantar fervura, mexa só para o soltar e transfira-o para forno quente :)

Anónimo disse...

obrigada,vera

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU