22/01/2013

Pão de forma de 3 cereais

Sempre ouvi dizer que é na desgraça e nos momentos mais difíceis que as famílias e amigos se juntam. A maioria dos relatos que ouvi ontem durante o dia foi de pessoas que ficaram sem luz e água durante várias horas e até dias. Os prejuízos são obviamente muitos mas percebi que no meio da desgraça houve famílias que literalmente acamparam em casa, jantaram à luz das velas, conversaram e contaram histórias, realmente reunidos. A velocidade a que vivemos os dias não nos dá espaço para estas coisas tão simples. Seria impensável de outra forma, ficar toda a família reunida na sala, um serão inteiro sem que o filho mais novo fizesse uma birra para ver televisão ou jogar consola. Sem que o filho adolescente não estivesse no facebook ou a combinar a próxima noitada ou que a mãe e o pai não estivessem ocupados. Sendo assim, concluo que devia faltar a luz mais vezes!
Se eu não tivesse ficado sem internet, não me teria dado ao trabalho de ir desfolhar o velhinho caderno de receitas e não teria feito este pão tão bom!

Ingredientes:
600 ml de água morna
40 g de fermento de padeiro fresco
100 g de farinha de milho
300 g de farinha de trigo integral
200 g de farinha de trigo
300 g de farinha de centeio (substitui por 100 g de farinha de centeio e 200 de trigo)
50 g de aveia + 50 g de centeio levemente triturados
1 colher de sopa de óleo de amendoim
2,5 colher de chá de sal
1,5 colher de chá de açúcar

sementes de linhaça, girassol e sésamo q.b.

Preparação na MFP:
Na cuba da máquina, coloque o fermento dissolvido na água morna. Junte o óleo e os restantes ingredientes exceto as sementes.
Selecione o programa de pão integral e o peso máximo da máquina, porque o pão fica bastante grande.
Deixe levedar e depois do ultimo sinal sonoro da máquina, ou seja, antes de começar a levedar pela ultima vez, faça uns golpes na superfície do pão e polvilhe com as sementes.
Retire quando terminar o programa e deixe arrefecer sobre uma grelha.


21 comentários:

Su M disse...

Bom, sendo que no meu caso faltou a luz mesmo na hora em que a cabeleireira me estava a secar o cabelo... não achei assim muita piada.
Mas não deixas de ter razão, voltar às origens e partilhar-mo-nos um pouco mais é realmente fantástico :)
O pão com ótimo aspeto, como sempre.

Maria João Barbeitos disse...

Pão fantástico... infelizmente estou sem MFP. E tão depressa não irei comprar... :(

Sol de Dezembro disse...

Que aspecto fantástico!
Tenho de experimentar. Eu gosto de o preparar e levedar na máquina mas normalmente passo para o forno para cozer... por alguma razão acho que fica diferente...
Esta receita vai já para os favoritos.

Entre Tachos e Sabores disse...

Que pãozinho tão bom :) Ficou lindo e com uma cor maravilhosa!

Beijinhos,
Joana

Raquel Alabaça disse...

Vera, eu não quero ficar sem luz!!! O frigorífico a perder frio a arca a descongelar, o PEdro doente... Entendo o que dizes, mas foram muitas horas sem electricidade!

Mas pronto, provavelmente de outra forma não descobrias a receita deste pão maravilha, foi um bocadinho bom teres ficado sem luz!

Diogo Marques disse...

Realmente há males que vêm por bem :)

O pão ficou absolutamente lindo!! Adorei a foto :) Parabéns!

Ana Rita disse...

Como diz o ditado:Há males que vêm por bem!
E o teu caso foi um bem muito bom pois descobriste este pãozinho .
Bjoka
Rita

Mar disse...

Ficou lindo :)

Cidália disse...

Fiquei aqui uns minutos a olhar para o teu pão... mas que magnífico!
Beijinhos

Salsa Verde disse...

Que pão lindo e delicioso este Vera!!
Beijinhos grandes,
Lia.

Petiscos e Miminhos disse...

o pão ficou com um aspecto delicioso e as fotografias também ;)

Marisa Valadas disse...

Ficou com um aspecto maravilhoso :)
Tenho de experimentar

Cuca disse...

Que pão fantástico!! Adorei :) Ficou mesmo lindo!

Beijinhos*

Lurdes Losquinhos disse...

Que bom!
Bjs

São Ribeiro disse...

Esse pão ficou lindo e com essas farinhas tem que estar uma delicia.
Gostei muito.
bjs

Ondina Maria disse...

É o que eu digo, até o mau tempo tem um lado bom! E bom, bom deve ser esse pão. A minha mfp tem estado parada pois tenho-me dedicado ao pão manual: o Vel leva sandes e pede-me o pãozinho especial e eu, claro, não lhe consigo dizer que não! :p

Mafalda disse...

Há sempre um lado bom e realmente desligar as tecnologias, por mais que nos façam falta, é sempre uma maneira de nos juntarmos... :)
Esse pão tem um aspecto delicioso..
beijinhos

Marmita disse...

Que texto tão verdadeiro.. eu aqui por Lisboa não fiquei sem luz mas soube de muitas pessoas que ficaram. Adorei o pão, sabes que já tenho MFP alguns anos e já não consigo viver sem ela só que faço sempre a massa e a levedura nela e depois retiro a massa e levo ao forno porque adoro pão com crosta bem grossa e dourada e a nossa MFP não consegue fazer :( Mas adorei a tua versão rustica e com sementes uma receitinha pra apontar não vá faltar a luz por aqui :) beijos

Ginja disse...

Que pão lindo Vera :) Adoro as fotos!
E sim, o texto tem tanto de verdade... souberam bem alguns serões à luz de velas românticos e sossegados em família por cá. O pior foi a falta de água e aquecimento, terrível por aqui, 3 dias sem nada, nem telefones. Parte do telhado que voou, congelados estragados. Mas que não aconteça tão depressa!
(na clínica ainda não há luz nem MTB, e há imensos clientes ainda sem luz e água, há 5 dias...) Que nos valha um pão assim! E que falta me fez a MFP naqueles dias.
Um beijinho.

pedra de sal disse...

Adoro pao feito em casa... Que delicia de receita. Adorei a textura deste pao.

Batata Frita® disse...

É como diz o velho ditado "Há males que vêm por bem" e às vezes é preciso que haja um problema desses para se descobrir o que realmente importa e faz falta... o convívio entre as famílias... Não que se queira que haja mais desgraças destas mas pode ser um abrir de olhos para muitas pessoas, principalmente para quem os quer abrir!!! Beijocas fofas e BFS

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU