11/01/2013

Porque sou Mãe e fico com o coração apertadinho com estas coisas

E hoje, particularmente, em que o principezinho está com uma brutal virose e eu como sempre, fico com um bolo no estômago e dou por mim a olhar para ele a cada 5 minutos, custa-me imenso pensar que há meninos que não têm quem fique assim por eles.
Fui passar no sítio do costume, e como sempre saio com as emoções ao rubro. Hoje, logo hoje, olhem o que lá encontrei, vindo daqui:

Uma carta de um menino, que vive num centro de acolhimento...

"Ninguém espera por mim?


Olá,

Resolvi escrever-te porque sei que deseja ter um filho. Não, eu não sou o bebé com que tu sonhas….. já não uso fraldas, não como papas….. mas ainda sou uma criança e queria tanto ter um papá e uma mamã. Já não me lembro bem, mas um dia fiquei só …. E ficar sozinho no mundo com a minha idade é muito triste.

Vivo desde essa altura (já vão 10 anos) numa casa bonita, com muito meninos e meninas e há muitas senhoras muito simpáticas que tomam conta de nós. Mas continuo a sentir-me só ….. não tenho um papá e uma mamã…. e eu queria tanto….

Eu sei, não sou o bebé com que tu sonhas…. Mas sabes? Eu também sou como tu. Também sonho. Sonho que um dia vou ter uma mamã que me vai ajudar a escolher a roupa que vou vestir, que me vai a buscar à escola, que me vai contar historia, a aconchegar os cobertores e a dar-me um grande beijinho de boa noite….

Sonho que um dia vou ter um papá que vai andar comigo de bicicleta e me vai ver nas actividades da escola …. e …… eu vou ser tão feliz!!...

Quando isso acontecer…..
Vou deixar de chorar porque os meus colegas vão deixar de me gozar porque eu não tenho papá nem mamã;
Vou deixar de chorar quando me magoo porque a minha mamã vai dar-me um beijinho na ferida e vai passar logo;
Vou deixar de chorar quando um colega mais velho me bater porque vou ter um papá para me proteger;
Vou deixar de chorar quando arranjarem papas para os meninos mais pequeninos…. Porque já não vou estar aqui, porque….. vou ter a minha família…. E vou dizer que tenho um papá e uma mamã.

Já sou grande mas ainda sou crianças. Bem sei que o meu futuro está hipotecado seja pela idade, tenho 13 anos, e seja pela saúde, tenho um problema de coração,

Mas continuo a desejar de poder ser ainda “um filho amado” …. conheces alguém que queria ser a minha mamã e o meu papá?....."

 É de eu estar particularmente sensível ou também ficaram com a lágrima no olho?

16 comentários:

Paladares de Festa disse...

Com a lágrima e o coração muito apertado!!
Que mundo é este que deixa uma criança com um pesar tão grande em tão tenra idade :(
Espero que brevemente tenha alguém a quem chamar mamã e papá e que o tratem e amem como todas as crianças merecem!

argas disse...

É impossivel não ficar de lagrimas nos olhos. Tanto sofrimento em seres tão pequenos dói :( espero que encontres esse amor, pequenino. Fosse a vida de outro modo. . .

Receitas de Sedução disse...

É mesmo muito triste uma criança sofrer assim tanto.
Espero que encontre um casal especial para lhe dar o carinho que ele merece.
Por vezes as crianças podem ser muito cruéis. Comentei ainda à dias com o meu marido, quando víamos um filme e uma menina era orfã e os amiguinhos gozavam com ela por esse fato. Quer dizer! Não basta já o sofrimento deles! Fico indignada! Mas que educação têm estas crianças!

Votos de muitas felicidades para este menino e as melhoras para o teu pequenino.

Beijinhos;

Aurea sá

Sofia Arcângelo disse...

Dá vontade de abraçar apertadinho os nossos filhos... Beijinhos

Mena Lopes disse...

Oh Verinha isto lido pela manhã ainda se torna mais emocionante!! Meu pequenino!! Oh pá é dificil conter as lagrimas!!
Que esta carta corra o mundo, quem sabe, alguem procura este "filho"! Posso levar a carta?
As melhoras do Principezinho!!
Beijinhos

Raquelita Mendonça disse...

Olá Vera. Nunca tinha comentado nada, mas sou incapaz de não o fazer com o post de hoje. Também fiquei com a lágrima no olho, um nó na garganta e o coração apertado. Que o menino encontre um pai e uma mãe que lhe possam dar todo o amor que ele precisa. É o que desejo do fundo do coração!

Vânia Sousa disse...

É impossível ficar indiferente a essa carta!
Como esse menino, existem muitos mais...

Que tudo corra pelo melhor, para todos eles!

Beijinhos

Joana (Palavras que enchem a barriga) disse...

É realmente impossível não ficar sensibilizado por essa carta, só apetece trazer esse menino para casa e dar-lhe todo o amor deste mundo :) Rezo para que tudo corra bem :)

As melhoras para o teu filho, esta altura do ano é mesmo assim ;) Eu própria estou a comentar directamente da cama, com uma faringite enorme que me deixou incapacitada de engolir o que quer que seja :(

Beijinhos e um bom dia! :)

Ondina Maria disse...

Não fiquei de lágrima no olho, definitivamente chorei baba e ranho (e olha que não estou em época de hiper-sensibilidade).

Nós não temos filhos (apesar de já estarmos quase nos 36 anos) e penso sempre que um dia mais tarde gostaria de adoptar uma criança (que não um bébé). Um menino, ou uma menina, (ou quem mais do que um, que até sejam irmãos) mas que já tenham cerca de 10 anos. Porque na verdade ainda são crianças e ainda precisam de mimo e porque nessa altura eu e o Vel já seremos entradotes de mais para adoptar bébés :p

vera ferraz disse...

Eu acho que sim! Quem sabe começam a pensar nisso mais a sério!!

pedra de sal disse...

Vera é impossível ficar indiferente... Gostaria muito de Ser a mama desse menino...de todos os meninos sos...mas infelizmente nao depende de mim...infelizmente depende de um sistema que dificulta em vez de facilitar...conheço inúmeros casais que tentaram e estiveram anos à espera... :-( sujeitos a questionários e testes e visitas surpresas...como se qualquer pai biológico passasse pelo mesmo... É muito triste...e sinto-me impotente...

Andreia Alves disse...

Olá Vera.

Sabe se a criança em questão já foi adoptada?

É uma tristeza o nosso País. Tanta gente a querer um filho, e tantos entraves nos colocam.

As melhoras para o filhote.

Bjs

Susana disse...

Olá Vera, também sou muito sensível a estas situações de crianças abandonadas. Numa altura de minha vida pensei, ou melhor pensamos em adotar uma criança da idade do nosso filho, mas logo desistimos quando nos deparámos com toda aquela burocracia. Afinal tratam as crianças como objetos e empatam as suas vidas naquelas instituições, muitas vezes por dinheiro. Optei por ajudar quem está ao meu lado, como por exemplo agora que tenho uma menina mais velha do que o meu filho que me trata por mãe. E eu gosto dela e preocupo-me por ela. E apesar de ter família é o mesmo ou pior do que não tê-la.
bem a conversa vai longa, mas estas situações são muito sérias para serem postas de lado.
Desejo as melhoras para o teu filhote e vais ver que com muitos beijinhos e carinho ele melhora depressa.

Beijinhos

vera ferraz disse...

Obrigada pelo bonito testemunho Susana!
Por vezes há quem precise de ajuda mesmo ao lado! E muitos a fazer pouco faz a diferença.
Este post serve para partilhar esta situação em particular mas também para fazer pensar um bocadinho.

Beijinhos e tudo de bom!

carla disse...

Nem consigo sequer comentar..algo demasiado cruel :(
As melhoras do principezinho!

Kukas disse...

Olá Vera

Uma lágrima só???mas quantas me correm pela cara abaixo neste momento...pensar que faço tudo isso que ele tanto deseja para ele aos meus todas as noites, toda a sorte do mundo para essa criança e obrigado a si por o partilhar
Um beijinho
Kukas

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU