07/09/2014

Flor da Rosa - Alentejo



O último dia de férias deste Verão 2014 foi especial. O destino foi o último dia do Festival do Crato para ver a banda preferida do principezinho, The Hives. Sim, é isso, não me enganei. Porque no carro nunca andaram musicas de criança e de alguma forma esta banda mexeu com ele e nunca na minha vida, nem na adolescência, ouvi tantas vezes o mesmo álbum. E se esse é um feito difícil, imaginem a quantidade de vezes que este álbum rodou... Era entrar no carro e lá estava ele: "Mãe, podes pôr a música do rock and roll?" Sim, que ele só aprendeu o nome da banda há pouco tempo!

Assim, saímos do Algarve depois de uns mergulhos na piscina e rumámos ao Alentejo. Não tinha noção mas um já ali pode querer dizer 7 km de reta!
A chegada ao Crato foi tardia e almoçar foi uma verdadeira aventura...
Depois do almoço, fizemos um passeio por Flor da Rosa e pelo Mosteiro. O Mosteiro de Santa Maria de Flor da Rosa foi mandado eregir por D. Álvaro Gonçalves Pereira, Grão-Prior do Hospital e pai de D. Nuno Alvares Pereira. Neste Mosteiro está instalada uma das muitas Pousadas de Portugal
Numa das salas envolventes ao claustro do Mosteiro está instalado um Núcleo de Escultura do Museu Nacioal de Arte Antiga e é possível admirar um conjunto de 35 esculturas em pedra, de temática Mariana, executadas entre os séculos XV e XVII. Fiquei absolutamente fascinada com a beleza de  algumas destas esculturas. 
Por umas escadas íngremes, subimos até à torre sineira e tocámos no sino. A vista é maravilhosa (mas a estadia foi curta porque o rapazinho tem vertigens).
Por toda a aldeia era possível encontrar espantalhos que fazem parte de um concurso anual. 
O principezinho achou imensa graça porque viu um senhor em busca de um tesouro... e encontrou-o! (Geocaching)

Foi uma tarde cheia de aventura, com direito a sesta ao ar livre para recuperar energias para a primeira noitada do rapazinho. 
O Crato aderiu em peso ao festival e era ver pessoas dos 8 aos 80, familias, carrinhos de bebé e bebés em slings com protetores nos ouvidos, num ambiente super agradável.
Quanto ao meu rapazinho, foi vê-lo saltar cada vez que os acordes soavam a uma das músicas do seu álbum favorito. 

Valeu muito a pena, e é certamente um momento para recordar. Ele e nós!

Foram assim as nossas férias de Verão 2014!

Se não leu, pode ler o resto aqui e aqui.

3 comentários:

Alberto Ferraz disse...

tick,tick,tick,tick,tick,tick,tick,.....Boooooooommmmmm!!!!

Joana (Palavras que enchem a barriga) disse...

Também lá estive para ver a minha banda preferida pela terceira vez :D Para casa trouxe uma palheta, um braço pisado e dois tímpanos sensíveis (ficar na primeira fila tem destas coisas!) :D Casei com um braço pisado coberto com base, mas valeu bem a pena :D

Histórias e Aromas disse...

Tão pertinho!!!
É um sitio muito genuíno que eu gosto muito!
Bons Passeios!
Beijinho!
Cláudia L.

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU