19/12/2014

Aletria tradicional com ovos {de cortar à faca e chorar por mais!}

Quis o percurso da minha vida que eu, rapariga de arroz doce, me cruzasse com a aletria e por ela ficasse enfeitiçada. Sou da beira alta e ninguém por aquelas bandas come massa doce. Que coisa estranha, diz a maioria. Tal como os amigos do norte, que dizem que arroz doce é coisa esquisita. A verdade é que a nossa cultura de sabores dita a forma como o cérebro reage ao diferente.



No meu caso, primeiro estranha-se, depois entranha-se. E já andava a dizer há uns dias que me apetecia aletria. Nem de propósito, chegou mais um presente de natal pelo correio e não é que vinha lá uma embalagem de aletria Milaneza?! A proposta era que eu testasse uma das receitas alternativas que estão disponíveis no site ... Pois, pois... gosto muito de inovar mas as saudades de uma aletria tradicional, daquelas que ficam durinhas para cortar à fatia, levaram a melhor. Agarrei-me à bíblia da cozinha tradicional e não demorou meia hora a ter o ato consumado. 
Ingredientes:
100 g de massa de aletria (capellini) Milaneza
400 ml de leite
150 g de açúcar
40 g de manteiga sem sal
3 gemas
casca de 1 limão (sem parte branca)
1 pitada de sal

Coza a aletria, durante 5 minutos, numa panela com um litro de água e temperada com sal. Escorra.
Leve ao lume, um tacho com o leite, a casca do limão, o açúcar e a aletria. Deixe cozer a massa.
Depois de a aletria estar cozida, junte a manteiga e retire o tacho do lume. 
Mexa as gemas com um garfo e junte-as à aletria, em fio, mexendo vigorosamente.
Leve o tacho novamente ao lume para cozer as gemas.
Coloque a aletria numa travessa e decore com canela. 

Deixe arrefecer se a gula permitir e sirva cortada às fatias. 


7 comentários:

Ondina Maria disse...

Quis o destino que eu, rapariga do norte com várias costelas nacionais e estrangeiras, fosse hiper-mega-fã quer de aletria quer de arroz doce. E para mim é mesmo difícil decidir qual dos dois gosto mais (serei a versão culinária do Marco Paulo?). Aletria tem que ser assim, de cortar à faca e feita com ovos e leite. Este natal a minha tia pediu-me para lhe fazer aletria cremosa, de modo que vou ter que fazer duas travessas! Oh que chatice :p

Maria Varredora Pau de Vassoura disse...

Tem um óptimo aspecto!
Desejo-te um feliz Natal! :)

Na Província disse...

Adoroooo Aletria e rabanadas!

Fátima Fonseca disse...

Pois eu cá também sou da beira alta e adoro aletria e arroz doce!
Esta faz lembrar a aletria da minha avó.

Fátima Fonseca disse...

Pois eu cá também sou da beira alta e adoro aletria e arroz doce!
Esta faz lembrar a aletria da minha avó.

São Ribeiro disse...

Adoro aletria de cortar á faca e vou levar a receita pois fiquei aqui com água na boca.
Aproveito para te desejar Boas Festas
Até breve
bjs

Entre Tachos e Sabores disse...

Cá por casa, tanto gostamos do arroz doce como da aletria! Adoro quando a aletria fica assim de cortar à faca! Agora comia um pedaço generoso desta tua aletria hehehe

Boas festas Vera, tudo de bom para ti e para os teus :)

Beijinhos
Joana

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU