17/12/2014

Doce de chila e muitos truques

Todos os anos quando começo a pensar nos doces de Natal, penso inevitavelmente no doce de chila e naquelas receitas que faço com ele como esta e esta
O doce de chila é tão especial que até a maneira de preparar é diferente e pede alguma dedicação. Não vale a pena vir com muitas pressas pois isto leva o seu tempo. Todo o processo requer alguma paciência mas o resultado final compensa largamente cada minuto passado a "despentear" esta abóbora tão peculiar. Não consigo encontrar nenhum doce no mercado tão bom como este que é feito em casa. Muitos desses "de compra" são aguados ou quase não se sentem os seus fios tão característicos.


 
Tinha na garagem algumas abóboras do ano passado mas ainda em perfeito estado para ser transformadas em doce. Mesmo a calhar para os presentes de Natal! Aos poucos a mesa da cozinha começa a ficar lotada de frascos e frasquinhos, prontos para rechear os cabazes deste ano. Os frascos de doce de chila vão ser oferecidos com uma receita, para fazer daqui a um par de meses, quando já todos estivermos com saudades destas coisas boas. 
Cada abóbora rende aproximadamente 4 a 5 frascos de 200 ml.

Ingredientes:
1 abóbora chila
açúcar (peso igual ao de abóbora cozida e escorrida)
1 pau de canela
1 pitada de sal
água
Comece por atirar a abóbora ao chão até que abra. 

O ideal para esta receita é usar luvas! Eu tive oportunidade de experimentar umas fantásticas, estas da Vileda, que além de se adaptarem perfeitamente à mão, não são demasiado finas (protegem os dedos e as unhas para o processo de ripar a abóbora) e são rugosas nas pontas dos dedos (que faz com que os fios não escorreguem tanto quando os puxamos). 
Não me esqueço da primeira vez que fiz este doce sem luvas... magoei tanto as pontas dos dedos que andei quase dois dias sem conseguir pegar na caneta como deve ser!
Outra coisa importante é não usar objetos de metal para cortar a abóbora.
Depois e abrir a abóbora, deve retirar as pevides e todos os pedacinhos amarelos. Pode deixar a casca. 

Coloque todos os pedaços de abóbora numa taça grande e lave-a com água fria, em várias águas, até esta deixar de ter espuma. 

Leve a abóbora a cozer numa panela com água e uma pitada de sal. A abóbora estará cozida quando se começar a soltar da casca. 

Escorra a abóbora e deixe arrefecer um pouco.

Ainda com as luvas, retire a casca (solta-se bem depois de cozida!) e ripe os fios de abóbora. 
Neste passo, retire qualquer pevide mais pequena que tenha ficado. Deixe escorrer bem e pese. 

Leve ao lume o açúcar com um pouco de água e o pau de canela e deixe ferver até chegar ao ponto assoprado (115ºC).

Junte a abóbora cozida e deixe cozer, mexendo frequentemente, até engrossar um pouco. 

Coloque o doce ainda quente, em frascos esterilizados e vire-os ao contrário até arrefecer.

8 comentários:

Ondina Maria disse...

Vera Maria, és a paciência em pessoa! Gosto de doce de chila mas confesso que é coisa que nunca tenho em casa e que raramente como. Aliás, neste momento todas as minhas compotas duram eternidades pois raramente como doces :)

Flor de Sal disse...

Pois, é preciso mesmo muita paciência .... ADORO ... mas nunca fiz!!!

framboesacorderosa disse...

Estas dicas juntamente com a receita do doce vieram mesmo a calhar, pois deram-me abóboras chila e avisaram-me logo que fazer doce delas ia ser complicado... obrigada pela ajuda, vou entrar nesta aventura ;)

Sophia, Mary and Mom ™ disse...

Muito bem.
Nós também gostamos de fazer o nosso próprio doce de gila. Agora vamos dar-lhe uso no nosso bolo de Natal de Amêndoa e Gila Com Neve e Framboesas.
Bj
Mom

Marmita disse...

Tem um aspecto lindo, acho que caseiro nunca provei esse doce, sempre aprender contigo! Beijos e feliz natal para a familia Ferraz.

zroriz disse...

Andava passeando pelas receitas de doce de chila e aparece a sua, cheia de paixão. Só com paixão podemos iniciar uma empreitada destas. Vou seguir à risca, inclusivé as luvas.
Voltarei por aqui para lhe dar conhecimento da aventura
Zé Roriz



Pollyzinha disse...

Não deixa a abóbora demolho ?

Paulo Macedo disse...

Fiz hoje dois doces com 450g de chila, o mesmo de açucar e 22 dl de água. Num deles adicionei casca de limão, pau canela e 2 flores de aniz. No outro troquei o aniz por 5 vagens de cardamomo. Vamos ver como sabem!

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU