11/10/2016

Salada de beterraba com molho de noz

Quantas vezes deixámos de comer salada com a velha desculpa da falta de tempo? Contra mim falo porque a preguiça por vezes leva a melhor e quem perde somos nós... Há alguns truques para evitar que isto aconteça desde preparar as saladas da semana e colocar em frascos para ter prontos a agarrar para levar para o trabalho ou simplesmente arranjar os legumes (lavar e preparar alface, ripar cenoura, cortar couve em juliana, etc.) e guardar em sacos ou caixas no frigorífico para ir usando à medida que é preciso. Se pensarmos bem, com apenas alguns ingredientes temos uma salada com nutrientes necessários para uma refeição. Não é difícil juntar proteína, basta usar leguminosas, brócolos, couve, espinafres, couve flor ou até mesmo aquele pedaço de bife ou peito de frango que sobrou da refeição anterior.

As saladas são a receita perfeita para economizar porque é muito fácil usar as sobras das refeições que andam no frigorífico durante dias e que muitas vezes terminam no lixo. Além disso, uma salada é muito mais amiga do ambiente pois não implica gasto de energia de forno ou fogão.
Esta salada vem lembrar que o verão ficou para trás. O verde dos figos deu lugar a um castanho dourado, numa magia da natureza, onde os pós de perlim-pim-pim são os raios de sol. Estes foram colhidos quando os dias ainda eram grandes e secos lentamente na casa da aldeia, pelas mãos sábias da Mãe. Deliciosos e incomparáveis a qualquer outros! Devemos fazer escolhas conscientes e sempre que possível usar produtos da época, de preferência biológicos e de produção local. As nozes são do ano passado mas estão ótimas, as beterrabas e as maçãs bravo de esmolfe vieram da quinta. 
Tal como no post anterior vamos relembrar as propriedades dos super alimentos usados nesta salada:

Maçã: contém pectina e vitamina C que ajudam a manter os níveis de colesterol estáveis e ajuda a expelir metais pesados do organismo como chumbo e mercúrio, contém ácidos málico e tartárico facilitam a neutralização dos ácidos resultantes da má digestão ajudando o organismo a fazer frente aos excessos de proteínas dos alimentos ricos em gorduras (não é à toa que se combina puré de maçã com carne de porco ou maçã com queijo).
Figos: contêm uma enzima, a ficina, que ajuda no processo digestivo. São laxantes, ricos em fibra, ferro, potássio e cálcio. São ricos em antioxidantes polifenol o que os torna uma mais valia na prevenção do cancro.
Nozes: ricas em proteína, possuem elevado teor de potássio e outros sais minerais como ferro e zinco. Devem ser consumidas junto de alimentos ricos em vitamina C para facilitar a absorção dos seus minerais. 
Beterraba: rica em ácido fólico e ferro tem como uma das principais propriedades o fortalecimento do sistema imunitário daí ser muito usada em casos de anemia e cancro. As suas propriedades diminuem se esta for cozinhada.
Limão: ricos em vitamina C e bioflavenoides (na parte branca.
Sal iodado: é uma excelente alternativa ao sal marinho corrente permitindo a introdução na nossa alimentação da quantidade diária de iodo necessária para o bom desenvolvimento do organismo.
O iodo é um elemento mineral essencial para o crescimento e bom desenvolvimento do corpo humano que necessita deste para a formação das hormonas da tiróide. Deficiências moderadas de iodo causam alterações de saúde importantes, nomeadamente durante a gravidez e infância.
Ingredientes:
1 beterraba média (cozida ou assada)
1 maçã 
2 figos secos
rúcula
nozes

Molho:
2 c. sopa de azeite 
1 c. sopa de sumo de limão
1 c. sopa de nozes
1 c. sopa de mel
sal fino iodado Vatel

Corte a beterraba em fatias de 0.5cm. Corte-a aos cubos ou com um cortador. 
Fatie os figos e as maçãs.
Pique grosseiramente as nozes. 
Numa travessa, disponha a rúcula, a maçã, a beterraba e os figos. 
Por cima espalhe nozes picadas.
Tempere com o molho de noz.

Molho:
Deite as nozes num almofariz e esmague-as. 
Junte os restantes ingredientes e mexa bem até ter um molho homogéneo sem pedaços de noz.
Fontes:
"Cozinha Natural" de Christine Smith
"Superalimentos" de Michael van Straten e Barbara Griggs

3 comentários:

Mary - Strawberrycandy disse...

Nunca provei beterraba desta forma, mas tem muito bom aspecto,..
Beijinhos,
Espero por ti em:
strawberrycandymoreira.blogspot.pt
http://www.facebook.com/omeurefugioculinario

Therasia The Cook disse...

Que aspecto maravilhoso :) Perfeita para esta época :)

Tânia Tiago disse...

Ficou super gira e apetitosa.
Beijinho

Bimby sabores da vida

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU