23/06/2017

Último dia do primeiro ciclo {socorro, eles crescem tão rápido!}

Parece que foi ontem que entraste para a escola primária. Vá, primeiro ciclo, como lhe chamam agora... 
Ontem já vislumbrei o que vai ser o meu final de tarde. Hoje é a festa de final de ano. Do quarto ano! 
Ontem o Afonso chegou com uma moldura feita no ATL da Cáritas que frequentou nestes quatro anos. Enfeitada com um finalista de capa negra, uma fotografia dele e uma citação por trás. 

"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós."
Antoine de Saint-Exupéry

Não é difícil de imaginar que acabei por deixar cair uma lágrima, meia escondida por trás dos óculos de sol mas suficientemente atrevida para que ele a notasse. 
- Não fiques assim mãe, podes chorar. Não tenhas vergonha. Eu sei que isso são lágrimas de felicidade! - diz ele. 
Sim, tens razão. Tens uma mãe chorona! Amanhã ainda vai ser pior, respondi-lhe eu. 
Ele riu-se e encolheu os ombros. Mas hoje de manhã, quando me despedi dele, disse-me a sorrir:
-Até logo! E não te esqueças dos lenços de papel!!

Os dias passam tão depressa que daqui a pouco estou a ter esta mesma conversa mas sobre a Maria...

Confesso que é um misto de emoções. Uma felicidade boa de vê-lo crescer, saudável e sem problemas. Com boas notas que podiam ser melhores não fosse ele tão cabeça no ar. [Essa é uma característica bem comum cá por casa. Somos todos distraídos. Por isso é que eu ando sempre com agendas, papéis e anotações. E por isso é que eu planeio tanto as coisas. A nossa cabeça é um reboliço de ideias a atropelarem-se umas às outras.]
Por outro lado, o receio da mudança, das alterações e reviravoltas que aí vêm... 

Neste dia em que termina um ciclo, só desejo que continue a ser amigo e companheiro dos seus amigos. Quando a caminhada se faz com companhia, é sempre mais fácil. Sei que felizmente não tem dificuldade em se relacionar com pessoas novas e facilmente faz amizades. 
Muita coisa vai mudar, a escola, alguns colegas, os professores e a própria dinâmica de ensino mas vejo que está com uma enorme expectativa para o que aí vem! Meu amor, que tenhas toda a sorte do mundo e que sejas sempre feliz!
 
A todas as mamãs lamechas-galinhas: estou solidária!!

2 comentários:

Fátima Fonseca disse...

Como eu te compreendo, Vera.
Faço parte do clube das mamãs lamechas!
Chorei baba e ranho quando a minha filha mais velha acabou o primeiro ciclo. Confesso que estava mais assustada do que ela.
No ano letivo passado tive direito a dose dupla de choro. A filha mais velha acabava o 2º ciclo e já ia para o 3º ano (o que me deu medooo, muito medooo) e a mais nova deixava o pré-escolar e ia começar o 1º ciclo.
O meu pobre coração de mãe, mal aguentava tanta mudança.
Um beijinho grande para o Afonso, e que lhe corra tudo bem nesta nova etapa da sua vida.
Um beijinho grande para ti também.

Clara Brito disse...

Até me arrepiei com o teu texto. Eu faço parte nestas etapas nos dois sentidos: como mãe e como professora e diretora de uma sala de estudo! Quando vejo o meu rapaz a ir já para o terceiro ciclo (e parece que foi ontem que entrou na escolinha), como quando encontro ex-alunos que já são uns homens e umas mulheres, que já estão a terminar ou a terminar a faculdade e a começar outra etapa desta caminhada que se chama vida.

Beijinhos,
Clarinha
http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2017/06/a-cozinhar-com-elsa-gouveia-e-um-panna.html

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU