13/12/2017

Natas do céu {simples assim!}

Tão banal, tão simples e tão bom ♥
Já foi a sobremesa tradicional dos almoços de família mas com a mania de querer fazer sempre coisas diferentes passaram-se anos desde a última vez que fiz este pecado. 
É uma das sobremesas preferidas do senhor cá de casa que quando me viu a bater as natas, nem queria acreditar no que vinha por aí. Ao contrário de mim, ele é muito mais seletivo, aquilo de que gosta, gosta mesmo e dificilmente muda.
Perante uma mesa de doces, eu sou capaz de querer experimentar tudo e ele limita-se a comer o que gosta e já conhece. Diz ele que quando sei que ele gosta de uma determinada receita, faço-a em modo repeat até aparecer outra. Foi isso que aconteceu às doces natas do céu. Foram provavelmente destronadas pela bavaroise de morango ou pelo quente e frio (natas batidas com leite condensado, congeladas numa forma de buraco e servidas com chocolate derretido) que também andaram pelas nossas mesas durante anos.
Confesso que ponderei se valeria a pena escrever aqui a esta receita... Mas facilmente decidi que sim porque se daqui a muitos anos, a Maria e o Afonso tiverem curiosidade sobre as receitas da sua infância, aqui está mais uma delas, com historieta e tudo.
Entretanto, deixo algumas sugestões para presentes de última hora, porque se estiverem como eu, ainda vos falta comprar quase todos :(

Ingredientes:
2 pacotes de natas bem frescas
11 c. de sopa de açúcar
5 ovos
5 c. sopa de água
10 bolachas Maria trituradas

Separe a gema da clara de cada ovo. Reserve as gemas.

Bata as claras em castelo com uma pitada de sal e quando começarem a estar firmes, junte 3 colheres de sopa de açúcar. Reserve.

Bata as natas, começando com uma velocidade média baixa e aumentando de seguida. Quando começarem a estar mais firmes, junte 3 colheres de sopa de açúcar.

Cuidadosamente, envolva as natas com as claras em castelo com as natas e coloque numa taça, em camadas alternadas com bolacha Maria triturada. Reserve no frigorífico.

Coloque 5 colheres de sopa de água com 5 colheres de sopa de açúcar e leve a lume brando até fazer ponto de calda. Deixe arrefecer um pouco.

Com um garfo mexa as gemas e junte a calda, mexendo sempre.

Leve novamente ao lume e deixe engrossar um pouco. Deixe arrefecer completamente.

Coloque o doce de ovos por cima das natas e enfeite com mais um pouco de bolacha Maria ralada.
Reserve no frigorífico até servir.


5 comentários:

Fátima Fonseca disse...

Adoro!!! E também já não faço há algum tempo.
Ando às voltas com a lista das sobremesas para o aniversário da minha filha mais velha, que faz 13 anos dia 1 de Janeiro. Quem sabe ainda faço esta também ;)

vera ferraz disse...

É tão boa e tão fácil de fazer. Nós é que somos de modas e esta já passou há uns anos acabando por ficar esquecida.
13 anos, já?! O tempo voa!

Anjo-de-Mel disse...

Há vinte anos as mhs natas eram famosas cá na terra ;) Mas, com o passar dos anos e o gosto por experimentar coisas novas, tb foram ficando esquecidas... Mas é um doce q quase td a gente gosta :) Bjinhos.

Mary - Strawberrycandy disse...

Adoro natas do céu e estas ficaram óptimas e deliciosas certamente!
Beijinhos,
Espero por ti em:
strawberrycandymoreira.blogspot.pt
http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

Clara Brito disse...

Uma das minhas sobremesas preferidas: Natas do céu.

Beijinhos,
Clarinha
https://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2017/12/empadao-de-hamburguer-2.html

Posts relacionados Plugin for WordPress, Blogger...
blog design by WE BLOG YOU